Pfaueninsel (Ilha do Pavão)

  • SumoMe

A Pfaueninsel é uma ilha localizada no rio Havel, na divisa de Berlim com a cidade de Potsdam. A Pfaueninsel é uma reserva natural desde 1924 e tem este nome, que significa “ilha do pavão”, porque no local encontram-se pavões que andam livremente. A Pfaueninsel tem cerca de 1,5 quilômetros de extensão por 0,5 quilômentros de largura.

Além de reserva natural, a Pfaueninsel também tem o título de Patrimônio Cultural da Humanidade da Unesco. Na ilha encontra-se o Palácio Pfaueninsel, um palacete que foi construído para ser um “palácio dos prazeres”.

Os pavões que andam livremente na ilha e que lhe dão o nome

Inicialmente usada para a criação de coelhos, depois passou por um longo período sem utilização, a ilha foi adquirida em 1793 pelo rei da Prússia Friedrich Wilhelm II, sobrinho e sucessor de Friedrich – o Grande. À partir de 1794, Friedrich Wilhelm II, mandou construir o palacete para se encontrar com sua amante Wilhelmine Encke – com quem já tinha um relacionamento desde os tempos em que era o príncipe eleitor e quando já costumavam se encontrar na ilha. O pequeno palácio foi planejado e decorado de acordo com o gosto de Wilhelmine. O palácio foi construído no lado da ilha virado para Potsdam, sendo assim visível do Marmorpalais, que era a residência do rei.  Entretanto o palácio não foi usado muito tempo por Friedrich Wilhelm II e Wilhelmine Encke, pois o rei faleceu poucos anos depois, em 1797. E sendo amante Wilhelmine Encke nunca teve direitos sob o palácio.

A Pfaueninsel vista da outra margem do rio – com a balsa atracada.

Após a morte de Friedrich Wilhelm II, seu sucessor – Friedrich Wilhelm III e sua esposa Luise utilizaram o palácio e a ilha como residência de verão. Lá aconteciam comemorações, como por exemplo, festa de aniversário da rainha. O palácio é pequeno, não pode abrigar muita gente, assim eram montadas tendas em estilo oriental e as festividades aconteciam ao ar-livre. Nesta época já tinham o ideal/a cultura de querer estar próximo à natureza.

O palácio, na cor branca, com duas torres laterais interligadas por uma ponte, destaca-se dentre a vegetação da ilha.  Felizmente não sofreu danos durante a Segunda Guerra Mundial e desta forma o palácio encontra-se hoje, após mais de 200 anos de sua construção, totalmente preservado em seu estado original.  Visitas guiadas ao palácio, que duram cerca de 20/30 minutos, podem ser feitas.

O palácio Pfaueninsel visto de frente

Mas quem não quiser entrar no palácio, pode simplesmente fazer um passeio pela ilha, admirar seu jardim, observar os pavões que andam soltos, sentar sob uma árvore frondosa e relaxar observando o rio e barcos que transitam, etc. Na ilha há ainda outras construções, como a Kavaliershaus (casa que era usada por funcionários, hóspedes, etc.), o Luisentempel (um memorial em forma de templo grego para a rainha Luise), a Voliere (uma gaiola com aves), a Meierei (local onde o leite era tirado e processado. Lembrando que na época tinham a cultura do natural, então o rei/rainha gostavam de tomar o leite tirado ali frequinho. Na Meierei também são oferecidas visitas guiadas).

A Meierei

Nos meses de sol e calor, a Pfaueninsel é um lugar super agradável para fazer um passeio. Para quem estiver em Berlim com mais tempo, para quem já viu os principais pontos turísticos da cidade ou para quem gosta de natureza e um passeio ao ar-livre, a Pfaueninsel é um ótimo programa e também uma oportunidade para ver esta outra faceta de Berlim.

A Kavaliershaus

A Pfaueninsel pode ser visitada o ano inteiro, entretanto deve-se prestar atenção aos horários da balsa que faz o transporte até a ilha (saiba mais abaixo em “Como Chegar”).  As visitas ao palácio podem ser feitas de terça a domingo, das 10 às 17:30. Nas segundas-feiras é fechado, assim como nos meses de novembro a março. As visitas a Meierei podem ser feitas somente aos sábados, domingos e feriados, das 10 às 17:30 nos meses de abril a outubro e das 11 às 15:30 nos demais meses.

Observação: Na ilha não tem restaurantes ou lanchonetes, mas próximo ao ponto de ônibus e ponto da balsa tem um restaurante.

O restaurante

Preço:
Balsa: 3,00 euros (já é para ida e volta)
Visita guiada ao Palácio: 3,00 euros
Visita guiada a Meierei: 2,00 euros

Como Chegar:
Para chegar até a Pfaueninsel você deve pegar a linha S1 (que passa, por exemplo, na Friedrichstraße) em direção a Wannsee e descer na estação final.  Na estação Wannsee pegue a linha de ônibus 218 na direção Pfaueninsel e desça no ponto final. Do ponto de ônibus é só caminhar poucos metros até a balsa que cruza o rio e leva até a ilha.  As passagens podem ser compradas na balsa e elas partem a cada 15-25 min ou de acordo com a necessidade (são cerca de 5 minutinhos para atravessar o rio). Os horários da balsa são:
Novembro a Fevereiro: 10 às 16 horas
Março e outubro: 9 às 18 horas
Abril e September: 9 às 19 horas
Maio a  Agosto: 9 às 20 horas

Observação: A linha de ônibus 218 não circula com muita frequência – durante a semana uma vez por hora e durante os finais de semana e feriados a cada meia-hora. Portanto ao descer no ponto final recomendo olhar na tabela de horário os horários que o ônibus retornam para se programar para a volta, uma vez que os horários também podem ser alterados (para saber como interpretar as tabelas de ônibus clique neste link).

Comentários - Facebook

Comentários

  1. avatar Fernanda Scafi says:

    Ótimo post!!! Estou louca pra ir pra Berlim e não sei onde já tinha ouvido falar dessa ilha, mas nunca achei as infos práticas de como chegar e tal.

Deixe seu comentário

*